Sistema BIM

BIM (do inglês Building Information Model) é um sistema que auxilia o engenheiro e arquiteto no desenvolvimento dos projetos. Sua tradução significa “Modelagem da Informação da Construção”, dessa forma, o sistema BIM é um conjunto de informações geradas e mantidas durante todo o ciclo de vida de um edifício, ou seja, ela possibilita criar digitalmente um modelo virtual da construção, portanto é um suporte ao projeto durante as diversas etapas da obra.

Ele permite uma identificação da inconsistências ou incompatibilização presente nos projetos. Em seu livro “BIM Handbook: A Guide to Building Information Modeling for Owners, Managers, Designers, Engineers and Contractors”  (2008) os autores Charles M. Eastman, Chuck Eastman, Paul Teicholz, Rafael Sacks, Kathleen Liston, definem BIM como 

“a tecnologia BIM, é possível criar digitalmente um ou mais modelos virtuais precisos de uma construção. Eles oferecem suporte ao projeto ao longo de suas fases, permitindo melhor análise e controle do que os processos manuais. Quando concluídos, esses modelos gerados por computador contêm geometria e dados precisos necessários para o apoio às atividades de construção, fabricação e aquisição por meio das quais a construção é realizada.” (Eastman, Teicholz, Sacks e Liston, 2008)

Assim, podemos entender que o uso da tecnologia é essencial para agilizar e facilitar a elaboração dos projetos. O BIM visa a precisão e a capacidade para lidar com muitas informações, o que na prática, também permite a compatibilidade com outras soluções, pois atinge um fluxo de trabalho corporativo mais veloz, que de outra forma seria um desafio.

Incluso no sistema BIM, estão os 7 D's, essas dimensões aprimoram os dados associados a um modelo para compartilhar um maior nível de entendimento de um projeto de construção. Matematicamente falando, três dimensões são geralmente suficientes para a criação de um projeto arquitetônico, visto que apresentam altura, largura e profundidade. Porém, é possível incluir diferentes descrições, permitindo uma referência a outras dimensões , tais como tempo, sustentabilidade e custos, a fim de ser criar um tipo diferente de informação. São eles: 3D (renderização tridimensional do artefato), 4D (análise de compatibilização e planejamento),  5D (análise de custos), 6D (avaliação da sustentabilidade) e 7D (gestão de instalações).  Ao decorrer do tempo, surge a intenção de aprimorar tal sistema até chegar a um 9D possivelmente. 

Referências:

https://www.tekla.com/br/sobre/o-que-%C3%A9-bim

https://www.sienge.com.br/blog/dimensoes-do-bim/

Mais posts

fale via whatsapp